Redes digitais e significados da crise do Ocidente - Revista PAULUS

Nanotecnologia, tecnologias de geolocalização, biotecnologias, redes sociais, netativismo, crise ambiental são fatos da nossa realidade que apresentam um cenário bastante diferente daquele moderno sobre o qual foram estabelecidas as principais diretrizes de análise da sociedade. A partir de definições, categorias, organizamos, hierarquizamos as relações humanas, do ponto de vista do homem, sujeito inteligente, consciente, responsável pelo destino e progresso social. Conceitos como humano, tecnologia, sociedade, ética, foram estabelecidos de maneira rígida para que pudéssemos “progredir”, “evoluir”. 

Entrevista com Massimo Di Felice - TECCOGS

Em um texto publicado no blog TransObjetO3 , a professora Lucia Santaella (2014) trata da renitência do binômio “sujeito-objeto” no pensamento ocidental. O seu trabalho busca evitar justamente esse binômio como ponto de partida ou como perspectiva. Nesse sentido, qual a importância de se desenvolverem novas ....

Please reload

© 2014 by ATOPOS - Thiago Franco and Massimo Di Felice

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle